Santinho Digital: inovação tecnológica nas eleições 2016

A utilização dos smartphones vem crescendo diariamente por todo o mundo e, no Brasil, não seria diferente. Este aparelho vem se tornando indispensável na vida dos brasileiros. Antenados com essa realidade, com a situação financeira delicada do Brasil e aproveitando a época de eleição, o Midiacode lançou o Santinho Digital, ferramenta que proporciona ao candidato entregar mais conteúdo para um número maior de eleitores e por um custo baixo.


dino

E é exatamente nos Smartphones que está a próxima fronteira de inovação, para onde candidatos e partidos também querem e precisam avançar



São Paulo/SP, 27/04/2016 –

Tecnologia nas Eleições 2016
As eleições deste ano serão as mais tecnológicas, conectadas e inovadoras de todos os tempos.

A cada eleição o uso de tecnologias digitais aumenta, beneficiando candidatos e eleitores. É cada vez mais comum a utilização de redes sociais e da internet para que as pessoas tenham informações a respeito dos candidatos e, assim, possam escolher aqueles que acharem mais adequados para representá-los e governar.

No decorrer dos anos, o próprio processo eleitoral no Brasil vem inovando através da tecnologia digital para garantir uma eleição mais rápida, transparente, simples e confiável. Desde 1996 o uso da urna eletrônica permitiu que as eleições passassem a ser totalmente informatizadas. Em 2008, o sistema biométrico de identificação do eleitor passou a ser adotado em algumas localidades e, em 2016, será a vez do QR code no boletim de urna. Segundo a Justiça Eleitoral, o uso do QR Code é resultado da busca pelo que há de mais moderno no que se refere a eleições, com o objetivo de promover um processo transparente, seguro e eficiente aos eleitores. A Justiça Eleitoral defende ainda que os Smartphones estão por toda a parte e ela quer aproveitar essa tecnologia para inovar nas eleições de 2016. E é exatamente nos Smartphones que está a próxima fronteira de inovação, para onde candidatos e partidos também querem e precisam avançar.

Os candidatos buscam alcançar seus eleitores de todas as formas, via o clássico material impresso, distribuído amplamente nos meses que antecedem as eleições, através da propaganda obrigatória na TV e no rádio e, ultimamente, por meio das mídias digitais – internet, redes sociais e vídeos on-line. E, como dia após dia o smartphone está cada vez mais presente na vida dos brasileiros, partidos e candidatos querem espaço nesse aparelho que não sai das mãos das pessoas.

Neste contexto, talvez a inovação mais revolucionária e eficaz de 2016 seja o uso do santinho digital, onde a partir do material físico de campanha, como por exemplo os santinhos impressos, os eleitores poderão capturar e manter em seus Smartphones todo o conteúdo do impresso, bem como, outras informações que os candidatos queiram transmitir. E o eleitor, além de ter todo esse conteúdo disponível em seu celular, poderá compartilhá-lo com quem quiser.

Hoje, a primeira plataforma a garantir essa experiência é o Midiacode, uma empresa incubada do Cietec/ USP, em São Paulo. Através de códigos parecidos com os QR Codes, usados pela Justiça Eleitoral, eleitores conseguirão capturar, guardar e compartilhar detalhes do candidato e do seu programa de governo. Outras informações também poderão ser adicionadas ao Smartphone do eleitor, através desta plataforma, tornando o processo de decisão eleitoral mais inteligente, como por exemplo, informações para não errar no dia da votação, o que é ou não permitido pela Justiça Eleitoral no dia da votação e durante as eleições, programas de governo, linha política do partido, desempenho do candidato em mandatos anteriores, comparações entre propostas, vídeos, conexões com o site do candidato, dentre outras.

As redes sociais também serão muito mais utilizadas agora, por um número ainda maior de candidatos. Nos anos anteriores, somente aqueles com mais recursos tinham acesso a essas tecnologias, mas hoje a maioria dos candidatos usa sites, vídeos e redes sociais, pois são formas mais fáceis e acessíveis de alcançar o eleitor atual.

Por intermédio do uso de plataformas mobile, como o Midiacode, além de ter as informações sempre a mão, as pessoas poderão compartilhar, via qualquer rede social, o conteúdo do candidato que acreditam ser o melhor, mudando sensivelmente a forma de como o processo de escolha e influência acontecia. Isso, porque, quando eleitores recebem detalhes de um candidato a partir de uma pessoa que conhece e confia, via Whatsapp, por exemplo, a propensão para ler e aceitar sua proposta é muito maior.

Certamente, o Smartphone é a mais nova e revolucionária ferramenta com baixo custo que candidatos possuem para convencerem seus eleitores e transformar o processo eleitoral em um evento cada vez mais tecnológico, inovador e inteligente.

Midiacode

Midiacode, empresa incubada pelo Cietec/Usp, criada em 2014 por três investidores com habilidades claramente complementares (negócios, tecnologia e design), é uma tecnologia (any screen) que permite que consumidores capturem conteúdo que está em qualquer meio físico e o transfira para um repositório no smartphone e na nuvem. O conteúdo não é alterado (um panfleto entregue na rua será digitalmente capturado exatamente como é), mas pode dar fácil acesso a mais conteúdos, como páginas web, vídeos, redes sociais, e-commerce. O objetivo da plataforma é capturar o conteúdo do mundo físico em um universo digital, organizado, acessível e fácil de compartilhar.

Conheça melhor o Midiacode: www.midiacode.com
Avenida Professor Lineu Prestes, 2242, Cietec/Usp, Bloco D4, sala 212, Butantã/SP
Contato: Glauci Lopes 3039-8431/ 98526-2423
glauci@midiacode.com



Website: http://www.midiacode.com