Como Vender uma Pequena Empresa?

Negociação de Empresas
Vender ou repassar uma empresa consiste numa operação bastante corriqueira e pouco conhecida e divulgada no Brasil. Quando o tema é a venda de pequenos negócios então, a situação fica ainda mais rara e desassistida, pois existem poucas empresas no país que assessoram esse tipo de mercado.

Passar um negócio, repassar uma franquia, vender uma empresa em funcionamento, enfim, negociar um fundo de comércio, requer alguns cuidados especiais a fim de evitar prejuízos e grandes dores de cabeça.

Existem no mercado consultorias compostas por profissionais multidisciplinares como advogados, auditores, contadores, analistas de negócios, dentre outros, com bastante expertise que fazem a minuciosa preparação das grandes corporações para operações de fusões e aquisições. Os custos desses projetos, porém, são bastante incompatíveis com o nicho de pequenas e médias empresas.

Frequentemente atendemos clientes que, por diversos motivos, chegaram a conclusão da venda de sua empresa. A partir daí, começam dúvidas em decorrência da falta de orientação para esse tipo de operação. Nos deparamos com questionamentos do tipo: como funciona o mercado de compra e venda de empresas? Qual o valor da minha empresa? Como achar um interessado no meu negócio?

Vender uma pequena empresa é bem mais difícil do que parece e por esse motivo criamos um guia com orientações simples e práticas para agilizar a negociação. Seguindo essas dicas você poderá conseguir um preço justo para o seu negócio, além de reduzir o prazo de negociação. Clique no link abaixo:

>> Ebook Gratuito: 5 DICAS PARA FACILITAR O REPASSE DE SUA EMPRESA



Processo de Negociação Simplificado: 4 Etapas


O assunto é complexo e difícil de ser explicado resumidamente, porém com o intuito de orientação, tentamos simplificar e separamos a operação em quatro etapas: a primeira é a preparação da empresa para a venda, a segunda a definição de um valor para a negociação, a terceira na busca de potenciais compradores para o negócio e a quarta baseia-se na formalização de um instrumento jurídico que proteja as partes envolvidas na negociação. Lembrando que em todas essas etapas o sigilo é um elemento imprescindível.

Processo de Negociação de uma Pequena Empresa

Primeira Etapa: Preparação


Saiba como Vender uma Pequena EmpresaA preparação de uma empresa para a venda requer a organização de todas as informações relativas aos resultados e ao patrimônio da empresa, tecnicamente esses números deveriam ser contemplados pela contabilidade da empresa. Mas como sabemos, nas empresas de pequeno porte, nem sempre a contabilidade retrata a fiel situação do negócio. Por isso, devem ser levantadas informações como histórico de faturamento, imobilizado, organização de documentação de pessoal, atualização de controles de estoques, inadimplência, controle de custos e despesas fixas e variáveis, listagens de clientes e fornecedores, análise de oportunidades, pontos fortes e fracos. Enfim, tudo o que possa comprovar a situação da empresa.

Também é muito importante a emissão de certidões da empresa e dos sócios, observando que, caso alguma certidão não seja emitida deve ser providenciada toda a documentação das origens da respectiva pendência. O fundamental é que nenhuma informação seja ocultada na apresentação ao possível comprador.

Além disso, na fase de preparação é importante que se tente corrigir algumas informalidades, caso ocorram, típicas de pequenas empresas como contratos em nomes de pessoas físicas e/ou sócios como aluguéis, telefonia, prestações de serviços, e outros que se não forem corrigidos a tempo poderão causar transtornos no desligamento efetivo dos vendedores.

Segunda Etapa: Definição do Valor da Negociação


Quanto ao valor da negociação, existem vários métodos de avaliação, que normalmente precisarão das informações de resultados compiladas na primeira etapa. De maneira geral, os pequenos negócios são avaliados baseados na capacidade de geração de caixa, projetado para resultados futuros.

Terceira Etapa: Procura por Potenciais Compradores 


A partir daí, é que se deve partir para a busca de interessados, que pode ser feita pelo próprio empresário, ressaltando aí possíveis desgastes nas negociações com compradores, em razão do conflito de interesses ou por consultores que serão, normalmente, remunerados pelo sucesso do negócio, uma vez que esse tipo de empresa não possui capacidade financeira para desembolso de honorários fixos ou adiantamentos. Nessa etapa, o sigilo, torna-se o elemento principal, pois caso a informação se torne pública pode haver o comprometimento do funcionamento do negócio.

Quarta Etapa: Contrato de Formalização da Operação


E, por último, após a seleção do candidato e formalização da carta de intenção e aceite do vendedor, surge a necessidade da preparação do contrato de formalização da operação, amarrando além do preço e forma de pagamento, as regras estabelecidas entre as partes durante todo o período de negociação.

Todo o fluxo apresentado acima, requer um tempo de maturação, que pode ser acima de seis meses, logo a decisão de venda precisa ser tomada considerando essa variável e sempre norteada por outro elemento chamado bom senso.


*Luciano Ângelo de A. Rodrigues.
Contador e Consultor Financeiro de empresas
The following two tabs change content below.
Luciano Angelo

Luciano Angelo

Consultor Financeiro de Pequenas Empresas Broker Master da Investor Negócios Palestrante sobre Compra e Venda de Pequenas Empresas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *